Produzida e Hospedada por
Artistas Brasil Internacional (Top World)
Tels.: (21) 98590-1490 / 98070-8817
Copyright © Weber Werneck / 2016
Todos os direitos reservados
Curta meu Facebook...
Na década de 60, o rock, o twist, a bossa-nova... nada passava despercebido para aquele menino magrinho e arisco. Na escola primária aos 8 anos de idade já participava de todas festas e brincadeiras, sua professora Leolena da escola Presidente Antonio Carlos no bairro de Cosmos-RJ sabia que estava diante de um artista-mirim, dançava twist, cantava (ô moleque traquino) dizia a professora. Havia na TV Rio-Canal 13 na época, um programa de grande sucesso "Programa Paulo Bob". Weber foi levado a este programa por sua professora, imaginem pra cantar? Não... pra dançar rock com uma coleguinha de turma. Foi um sucesso. Paulo Bob gostou tanto que convidou a dupla a se apresentar em alguns circos do RJ. Ali nascia o nosso "Maravilha Negra" (apelido este dado muito mais tarde pelo famoso Zeca do Trombone). Dois anos depois Weber fazia a sua estréia no Clube do Guri, programa infanto-juvenil realizado pela TV Tupi, tudo era uma gostosa brincadeira, nada de profissionalismo pelo menos para ele. E a vida seguia... Foi bancário, telefonista internacional e professor. O profissionalismo só veio aos 26 anos de idade quando começou sua carreira de cantor pelas "churrascarias da vida", como gosta de brincar e aí não parou mais, para alegria e felicidade de seus fãs. Em 1979, vence o festival da Serpro e grava a música "Renata".
E já no ano seguinte grava uma música de sua autoria o "Samba do Feijão" com parceria de Wilson Falcão. Em 82 veio a significativa vitória no Festival Seis e Meia/Lubrax, dirigido por Albino Pinheiro na Sala Cecília Meireles-RJ e neste mesmo ano é semifinalista da "Grande Chance" programa apresentado por Flávio Cavalcanti na TV Bandeirantes, em São Paulo. Na onda dos festivais se apresenta em 85 em Brasília com o Show "Todos os Brasis". As noites na Zona Sul do Rio de Janeiro eram um sucesso e Weber se apresentou durante quase um ano em Ipanema na casa Alô Alô juntamente com a cantora Claudete Ferraz, depois vieram apresentações no Rio Jazz Club, Vinícius Piano Bar e Piso Uno, no Leblon.
Como ator teve participações nos filmes: Memórias do Cárcere, O Homem da Capa Preta, Natal da
Portela, entre outros. Em 90 viaja para a Itália se apresentando em Roma, Firenze e Nápolis. Foram quase 8 meses na Itália. Em 95 realiza o grande sonho de sua vida, se apresentando no Canecão/RJ, a maior casa de espetáculos do Brasil na época, e canta para um público estimado
em 1.800 pessoas. Em 97 lança seu primeiro CD, pela gravadora LGM Music, onde a música "O
Moleque Taí pela Cidade", do compositor Luiz Guima dá título ao CD foram dois shows de
lançamento no Teatro Rival-RJ, e neste mesmo ano assume a direção do Teatro Artur Azevedo-RJ
permanecendo no cargo até o ano de 2.000, quando viaja para a Argentina se apresentando na
cidade de Rosáriocom o violonista Roberto Nascimento e a fantástica Nilze Carvalho.
Em 2006, se apresenta na Sala Baden Powell em Copacabana e grava o seu 2o DVD. Weber tem recebido muitas homenagens, a maioria delas vindas da Zona Oeste do Rio de Janeiro. Podemos até mesmo dizer que Weber Werneck é o "Santo de Casa" que faz milagres. Do vereador Rubens Andrade recebeu a medalha Pedro Ernesto, do Lions Club Campo Grande, a medalha de reconhecimento Cultural pelos eventos beneficentes que realiza em asilos, orfanatos e grupos de 3a idade.
Biografia...
Continua...